Blog

07
Oct
2007

Árvore do mundo

Fizeram um círculo de fogo
ao som de tambores e flautas
eles dançam
enquanto no centro a febre, o suor.

Todo o calor, toda a dança e música é absorvida,
gira num vórtice até aquele que no centro se deita,
em seu estômago repousa a semente da vida,
e ela germina.

Seus fluidos não a podem dissolver,
só o veneno a destrói,
mas então a mulher também morreria…

Uma dança em honra à árvore que ela gera,
ela nasce rasgando suas entranhas,
cresce até os céus, suas raízes descem até o inferno…

Discussão



Portfólio

Blog

13
Dec
2010

Daniel E.

“Meu distúrbio, não diagnosticado pelos mais renomados especialistas, não aceito pelos filósofos e religiosos, torna insuportável a minha vida. Todos à minha volta temem a morte, eu temo o nascimento. Devo explicar a minha situação, porque não tenho amigos que saibam dela e pretendo terminar a minha vida de uma forma que me seja familiar [...]

continue lendo

Trançados