Blog

29
Mar
2010

Amor, ainda

Quando eu perguntei qual era o sentido de sua vida ele respondeu que o que procurava era o amor, viver procurando por alguém a quem amar, com quem compartilhar.

Mas ele não entende nada sobre o amor.

Entende sobre inveja, sobre inseguranças, sobre medos.

Quando eu digo que os filósofos gregos só falavam besteira sempre vejo um rosto de desaprovação, sempre uma reprimenda, dizem que não entendo da vida, que eu é que brinco de rebelde.

Pois vá aquele que diz que vive para o amor ler sobre o que disseram sobre o amor. É irônico que eu diga que a melhor definição do amor que já vi está na Bíblia, o tradutor usou a palavra caridade no lugar de amor:

A caridade é paciente, a caridade é benigna; não é invejosa, não é altiva nem orgulhosa; não é inconveniente, não procura o próprio interesse; não se irrita, não guarda ressentimento; não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade; tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O dom da profecia acabará, o dom das línguas há-de cessar, a ciência desaparecerá; mas a caridade não acaba nunca. De maneira imperfeita conhecemos, de maneira imperfeita profetizamos. Mas quando vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá. Quando eu era criança, falava como criança, sentia como criança e pensava como criança. Mas quando me fiz homem, deixei o que era infantil. No presente, nós vemos como num espelho e de maneira confusa; então, veremos face a face. No presente, conheço de maneira imperfeita; então, conhecerei como sou conhecido. Agora permanecem estas três coisas: a fé, a esperança e a caridade; mas a maior de todas é a caridade.

1 Cor 13, 4-13

Platão diz que o amor é livre de paixões, é a coisa mais pura e virtuosa. E se a ele é somada a obsessão, se os amantes convivem, o sentimento se torna ódio.

Que engulam a reprovação a meu comentário. Porque essas mesmas pessoas acreditam que isso é coisa de loser.

Você que pensa que vive para o amor, não entende NADA sobre ele.

PS: Você, leitor, que sentir a carapuça servindo, fique tranquilo, meu exemplo não lê nada que eu assine. Ele me odeia. HAHA

Discussão



Portfólio

Blog

13
Dec
2010

Daniel E.

“Meu distúrbio, não diagnosticado pelos mais renomados especialistas, não aceito pelos filósofos e religiosos, torna insuportável a minha vida. Todos à minha volta temem a morte, eu temo o nascimento. Devo explicar a minha situação, porque não tenho amigos que saibam dela e pretendo terminar a minha vida de uma forma que me seja familiar [...]

continue lendo

Trançados